Higiene íntima: 6 regras para não ser “apanhado na curva”

A higiene íntima tem implicações na saúde, na autoconfiança e no desejo sexual. Por isso, se não quer se apanhado desprevenido, mantenha cuidados diários, seguindo 6 regras de ouro.

Seja qual for a sua forma de pensar, higiene íntima não é uma questão de opinião, mas sim, acima de tudo, de saúde e prevenção. É por isso indispensável manter comportamentos adequados para evitar quaisquer problemas futuros e, sempre que existam dúvidas, procurar o esclarecimento médico.

Depois há ainda o desejo e a confiança que podem ser completamente postos por terra, ao mínimo detalhe. Não se deixe apanhar num momento de intimidade sem o asseio que se impõe e não deixe cair a excitação do outro ou até com a sua própria confiança e o seu desempenho. 

Considere estas 6 regras de ouro e mantenha-se sempre pronto para a ação:

1. Partes íntimas limpas e cheirosas

Mantenha os genitais e o ânus sempre bem limpos, cuidados e cheirosos.

A higiene da vagina deve ser sempre externa para não prejudicar o ph ácido que lhe é caraterístico, o pénis limpo com a deslocação da pele da glande para trás e o ânus higienizado com duche anal.

Recorra a sabonetes íntimos indicados para o efeito.

2. Pêlos cuidados e aparados

Não deixe que as suas partes íntimas sejam “engolidas” por “florestas” descontroladas. Apare regulamente e lave com a máxima frequência os pêlos púbicos para evitar que se acumule transpiração e outras sujidades.

3. Boca deliciosa

A boca também faz parte e nada melhor do que bem deliciosa. Por isso, garanta uma boa higiene e um hálito agradável.

4. Orelhas apetitosas

Ninguém vai querer dar umas trincas em orelhas mal cuidadas, cheias de pêlos ou com ouvidos a transbordar de cera. Por isso, tenha atenção e não descure esta zona erógena.

5. Banhinho completo, se possível

Depois de um banho quente e aromático, há sempre maior promessa de prazer e de entrega. Se preferir avançar no banho, melhor ainda!

6. Preservativo é higiene e prevenção

O preservativo não é um complemento, mas sim uma necessidade quando se fala de higiene e de prevenção. Lembre-se que a cuidar de si, vai estar também a cuidar do outro.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

• Developed by the BMM for CRSex•